Misericordiosos como o Pai

Alagoinhas(BA), 22 de novembro de 2015.

Prezado Irmão, Prezada Irmã,
Paz em Cristo!

“ MISERICORDIOSOS COMO O PAI ”

O Papa Francisco, surpreendendo toda a Igreja, instituiu o “Jubileu Extraordinário da Misericórdia”.

Significa dizer que, a partir de 08 de dezembro de 2015, Festa da Imaculada Conceição, até 20 de novembro de 2016, Festa de Cristo Rei, estaremos vivendo um “ANO SANTO “.

A Igreja de Alagoinhas, em sua Missão de Serva e Companheira do Povo, neste Ano Santo, deverá mostrar o Rosto Misericordioso de Deus, revelado a nós em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Com esta iniciativa a Igreja, através do Papa Francisco, quer que:

a) Abramos nosso coração à escuta da Palavra de Deus e deixemo-nos conduzir pela virtude da Misericórdia.
b) Sejamos “Misericordiosos” com os irmãos e irmãs, como Ele é Misericordioso conosco.
c) Experimentemos o Amor de Deus, e cantemos com o Salmista: “Demos graças ao Senhor, porque eterna é a Sua Misericórdia!” (Sl 136).
d) Recebamos a “ Indulgência “ – Clemência/Perdão de Deus, pelos erros e ofensas cometidos.
e) Manifestemos a Ternura do Bom Pastor: nas atitudes do coração, nas ações pastorais, nos encontros com as Comunidades e com o Povo.
f) Convidemos todos, indistintamente, a aproximar-se da Fonte da Misericórdia, que é Cristo Jesus, sobretudo, através do Sacramento da Eucaristia e da Reconciliação.
g) Acolhamos as “Surpresas” que o Senhor nos oferece, a fim de proclamarmos, com Alegria e Esperança, a Sua Misericórdia.
h) Façamos uma Peregrinação para passar pela Porta Santa , deixando-nos “abraçar pela Misericórdia de Deus”.

“Este é o momento favorável para mudar de vida! Este é o tempo de se deixar tocar o coração. Diante do mal cometido, mesmo crimes graves, é o momento de ouvir o pranto das pessoas inocentes espoliadas dos bens, da dignidade, dos afetos, da própria vida. Permanecer no caminho do mal é fonte apenas de ilusão e tristeza. A verdadeira vida é outra coisa. Deus não se cansa de estender a mão. Está sempre disposto a ouvir, e eu também estou, tal como os meus irmãos bispos e sacerdotes. Basta acolher o convite à conversão e submeter-se à justiça, enquanto a Igreja oferece a Misericórdia.” (Misericordiae Vultus, 19)

Na Celebração de Abertura, na Catedral de Santo Antônio, anunciarei as “ SEIS IGREJAS PAROQUIAIS”, escolhidas para Peregrinações: (Alagoinhas – Catedral Santo Antônio, Nova Soure – N. Srª. da Conceição, Crisópolis -Santuário Divina Misericórdia, Pojuca – Bom Jesus da Passagem, Acajutiba – N. Srª. das Candeias, Conde – Santuário N. Srª. do Monte), para que, em toda a Diocese, o Povo tenha possibilidade de fazer sua Peregrinação, atravessar a Porta Santa, deixar-se abraçar pela Misericórdia de Deus e comprometer-se a ser misericordioso.

Maria de Nazaré, a “ Mãe da Misericórdia “, nos acompanhe, neste Ano Santo, com a doçura do seu olhar, e nos ajude a viver na Alegria e na Misericórdia.

Com minha bênção pastoral “ Por Cristo, com Cristo e em Cristo! “.

† Paulo Romeu Dantas Bastos
Bispo Diocesano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *